Oscar 2013: Surreal

Michael Haneke, Melhor Direção e Roteiro, "Amor". O austríaco intelectual, frio e provocador que espantou o mundo com "Violência Gratuita" e "A Professora de Piano" disputando o ouro na companhia de Spielberg e Lee, com chances de vencer a estatueta que já foi para gente como Ron Howard, Tom Hooper, Martin Scorsese e Frank Capra. Quem diria?

Michael Haneke, Melhor Direção e Roteiro, “Amor”. O austríaco intelectual, frio e provocador que espantou o mundo com “Violência Gratuita” e “A Professora de Piano” disputando o ouro na companhia de Spielberg e Lee, com chances de vencer a estatueta que já foi para gente como Ron Howard, Tom Hooper, Martin Scorsese e Frank Capra. Quem diria?

~ por Gustavo H.R. em 11 de janeiro de 2013.

2 Respostas to “Oscar 2013: Surreal”

  1. Ron Howard e Tom Hooper, somados, ainda são nada perto desse gênio, por sinal. Academia sempre (ou quase, quase sempre) patética.

Os comentários estão desativados.