Capsulares #38

TESS – UMA LIÇÃO DE VIDA (TESS/Roman Polanski/1979): Longo, com desenrolar vagaroso, o filme merece inclusão no rol de obras a retratar o sofrimento das mulheres em sociedades patriarcais. A exuberância pomposa e imaculada predominante nos exemplares do gênero dá lugar a uma fotografia “naturalista”, que aproveita locações ao ar livre e evita depender da iluminação artificial. Tess recompensa os pacientes e comove os românticos. [Info]

~ por Gustavo H.R. em 28 de dezembro de 2012.

2 Respostas to “Capsulares #38”

  1. Longo mesmo, mais de 3 horas!!! Sempre tive vontade de me aprofundar mais na carreira do Polanski… mas ele “só” tem 35 filmes ehehe (incluindo curtas)

Os comentários estão desativados.