The Criterion Collection: As Melhores Artes de Capa – Parte II

A Cruz dos Anos (Leo McCarey/1937)

Paris, Texas (Wim Wenders/1984)

O Demônio das Onze Horas (Jean-Luc Godard/1965)

Cão Branco (Samuel Fuller/1982)

Se... (Lindsay Anderson/1969)

Fome (Steve McQueen/2009)

Jules e Jim - Uma Mulher Para Dois (François Truffaut/1962)

Além da Linha Vermelha (Terrence Malick/1998)

Saló ou os 120 Dias de Sodoma (Pier Paolo Pasolini/1975)

Céu e Inferno (Akira Kurosawa/1963)

~ por Gustavo H.R. em 30 de dezembro de 2010.

8 Respostas to “The Criterion Collection: As Melhores Artes de Capa – Parte II”

  1. Ai, o que posso dizer? Além de edições sensacionais, já somos ganhos pelas capas magníficas dos títulos da CRITERION. Pobre da nossa Versátil, não chega aos pés, aos pés, aos pés.

    • Não temos nada igual à Criterion no Brasil, mas confesso que prefiro algumas das (raras) melhores capinhas da Versátil às piores da Criterion, como “Julieta dos Espíritos” e “Sonata de Outono”.

  2. Que maravilha, isso. A de Paris, Texas é a minha preferida, até porque amo demais o filme.

  3. Preciso mesmo conferir ‘120 Dias de Sodoma’

  4. Adorei O Demônio das Onze Horas, meu filme preferido de Godard!

Os comentários estão desativados.