Enterrando na Lixeira #1

Se um consumidor de discos versáteis digitais suspira em desalento, saudoso dos longínquos tempos do VHS hi-fi, é porque há algo de podre no reino do mercado brasileiro de home video.

Gravado em glorioso Technicolor, vencedor da estatueta de Melhor Fotografia em 1948, Narciso Negro é desgraçado pela cópia abaixo dos padrões ofertada pela NBO R$9,90 Editora.

Apenas planos fechados não deixam escancarado o baixo nível de nitidez, que embaça a riqueza das paisagens exóticas enquadradas por Jack Cardiff.

Tragédia maior recai sobre o esplendor cromático da fita, aqui lavado, “pululando”; algumas cenas com predominância de tons alvos parecem preto-e-branco.

Ao áudio falta clareza, o que prejudica a execução da música.

Evite.

Alternativas:

  • DVD R2 – Warner
  • Blu-ray Região Livre – ITV
  • Blu-ray Região A – Criterion Collection

Comparação entre edições estrangeiras: DVD Beaver

Especificações do sistema: TV LCD Samsung 40” (LN40A650), DVD player Samsung (R-155), home theater Sony (HT-SS1100).

~ por Gustavo H.R. em 14 de abril de 2010.

Uma resposta to “Enterrando na Lixeira #1”

  1. […] Conteúdo Mulholland CineLog […]

Os comentários estão desativados.