Performance #1

melvynmulhollandclMelvyn Douglas, como Homer Bannom, em O Indomado (1963).

Certos coadjuvantes fornecem credibilidade dramática ao contexto no qual se insere(m) o(s) protagonista(s).

É o caso da incalculável contribuição do veterano dos palcos Melvyn Douglas (nenhuma relação com o clã de Kirk e Michael) ao embate entre gerações e estudo de caráter registrado em 1963 por Martin Ritt, cuja ausência de firulas na direção espelha a composição discreta que o americano – com 62 anos na época – faz do correto pai de Hud (Paul Newman).

Uma figura tão crível que o público poderia se perguntar: “de onde tiraram aquele rancheiro calejado para contracenar com uma estrela do quilate de Newman”?

~ por Gustavo H.R. em 27 de janeiro de 2010.

5 Respostas to “Performance #1”

  1. Esse filme é ótimo, revi também esse mês e é realmente um filme marcante, e não só Melvyn, todo o elenco está fenomenal, com destaque para Patricia O’Neal.

  2. Assim como o Felipe aí em cima, adoro o trabalho de Patricia nesse filme também. Melvyn dispensa introduções, é mágico.

  3. Gustavo,

    Tudo bom? Acabo de chegar nesse mundo legal dos blogueiros cinéfilos, vou adicionar ao BlogRoll ok!?

    Não conheço no geral o trabalho do ator!

  4. Bela recomendação.

Os comentários estão desativados.